sebenta de anotações esparsas, pensamentos ociosos, reflexões cadentes, poemas difusos, introspecções de uma filosofia mais ou menos opaca dos meus dias (ou + reminiscências melómanas, translúcidas, intra e extra-sensoriais, erógenas, esquizofrénicas ou obsessivas dos meus dias)
-
cahier de notes éparses, pensées oisives, réflexions filantes, poèmes diffus, introspections d'une philosophie plus ou moins opaque de mes journées (ou + de réminiscences mélomanes, translucides, intra-sensorielles et extra-sensorielles, érogènes, schizophrènes ou obsessionnelles de mes journées)

sexta-feira, 12 de dezembro de 2008

O novo Superjhemp

Jota Cé Jota, Rei da Europa

"De Kinnek vun Öropa" ("O Rei da Europa") é o título da 25a e mais recente aventura do superherói de banda desenhada luxemburguês "Superjhemp". Desta vez, os autores Lucien Czuga e Roger Leiner imaginaram o primeiro-ministro do pequeno "Luxo-burgo" (Luxusbuerg), "Jottzéjott" ("Jota Cé Jota", ou seja, JCJ, em alusão ao chefe de Governo Jean-Claude Juncker), conseguindo alcançar o que tanto almeja: ser eleito primeiro presidente da Europa. O anúncio é feito por J.M. Barolo (Durão Barroso), que anuncia a vitória de JCJ, preferido a Tony Bel-Air. Mas, assim que JCJ se muda para Bruxelas (com residência oficial no Atómio!), o Luxo-burgo é abalado por atentados bombistas. Os sucessores de JCJ (Luc e Fränz, em alusão aos ministros Luc Frieden e François Biltgen) e as instâncias de Bruxelas decidem fazer apelo ao superherói nacional, que se transforma em superherói europeu, "Örojhemp" (Eurojhemp), isto para respeitar a directiva europeia relativa às capas e aos uniformes de superheróis. Sinais dos tempos! Mas era sem contar com Viviane Roaming (Viviane Reding, comissária europeia), que também se pretende sucessora ao posto de JCJ.

"De Kinnek vun Öropa" (Ed. Revue), à venda desde 29 de Novembro nas livrarias e quiosques, ao preço de 10,75 euros (apenas disponível em luxemburguês).

JLC in Contacto, 03.12.08

1 comentário:

Sandrine disse...

O meu sobrinho Logan faz colecção, já sei o que lhe hei-de oferecer para o Natal :-) merci, Gaspar!