sebenta de anotações esparsas, pensamentos ociosos, reflexões cadentes, poemas difusos, introspecções de uma filosofia mais ou menos opaca dos meus dias (ou + reminiscências melómanas, translúcidas, intra e extra-sensoriais, erógenas, esquizofrénicas ou obsessivas dos meus dias)
-
cahier de notes éparses, pensées oisives, réflexions filantes, poèmes diffus, introspections d'une philosophie plus ou moins opaque de mes journées (ou + de réminiscences mélomanes, translucides, intra-sensorielles et extra-sensorielles, érogènes, schizophrènes ou obsessionnelles de mes journées)

quinta-feira, 13 de novembro de 2008

cuidado com as imitações ou o mistério do ministro invisível!

Singular troca de e-mails
Subject: cuidado com as imitações ou o mistério do ministro invisível!


Oh Jorge,

Em Portugal, eles comem todos na mesma gamela, sabes..e revezam-se na tarefa!...

E aqui, no nosso maravilhoso paraíso fiscal (paraíso para quem não paga impostos, é óbvio, o que infelizmente não é o meu caso!!!) não é melhor.
O Luxemburgo ("Luxe in bourg" ou le "Bourg du Luxe") também é uma república bananeira onde o governo é uma "chaise musicale" e os jogadores são sempre os mesmos.
Sabias que o Juncker está no Governo desde 1982, quando foi nomeado aos 28 anos secretário de Estado do Trabalho? 26 anos no Governo!!!!
Pior, o Fernand Boden é ministro desde 1979, há 29 anos!!!!!! Para o ano, comemora 30 anos de Governo...e nem te digo se for reeleito nas Legislativas de Junho!
Se isto não é uma república das bananas, então o que é? Uma monarquia constitucional? Ah, sim, é isso que lhe chamam, pois....Hum,...já dizia o Sérgio Godinho, cuidado com as imitações!

A nossa única "solace" (é a palavra nova que aprendi esta semana, ih, ih... e que é utilizada no último James Bond e que significa simplesmente....consolação!...pourquoi faire simple quand on peut se faire passer pour intelligent en faisant compliqué?), é que o Juncker é um bom governante e tem mais visão do que um rebanho de governantes portugueses e que o segredo da longevidade do Boden é nunca ter levantado ondas nem ter feito absolutamente nada em três décadas. Aliás, é o ministro mais antigo mas também o que tem brilhado por sofrer quase um fenómeno de invisibilidade.

De resto, sabes Jorge, tout est pour le mieux dans le meilleur des mondes, como dizia o Voltaire no seu "Candide". Ou seja, a ignorância é a condição da felicidade, o que não vês não te pode afectar, como a avestruz.
------------------------------------------------
From: "Jorge ****" <****@pt.lu>
Date: 12.11.2008 20:15
Subject: PARA QUE A PLEBE SAIBA...

PARA QUE A PLEBE SAIBA, PORQUE SABER NÃO OCUPA ESPAÇO ... MAS REVOLTA....

Fernando Nogueira:
Antes -Ministro da Presidência, Justiça e Defesa
Agora - Presidente do BCP Angola

José de Oliveira e Costa:
Antes -Secretário de Estado dos Assuntos Fiscais
Agora -Presidente do Banco Português de Negócios (BPN)

Rui Machete:
Antes - Ministro dos Assuntos Sociais
Agora - Presidente do Conselho Superior do BPN; Presidente do Conselho
Executivo da FLAD

Armando Vara:
Antes - Ministro adjunto do Primeiro Ministro
Agora - Vice-Presidente do BCP

Paulo Teixeira Pinto:
Antes - Secretário de Estado da Presidência do Conselho de Ministros
Agora - Presidente do BCP (Ex. - Depois de 3 anos de 'trabalho', Saiu
com 10 milhões de indemnização !!! e mais 35.000€ x 15 meses por ano
até morrer...)

António Vitorino:
Antes -Ministro da Presidência e da Defesa
Agora -Vice-Presidente da PT Internacional; Presidente da Assembleia
Geral do Santander Totta - (e ainda umas 'patacas' como comentador
RTP)

Celeste Cardona:
Antes - Ministra da Justiça
Agora - Vogal do CA da CGD

José Silveira Godinho:
Antes - Secretário de Estado das Finanças
Agora - Administrador do BES

João de Deus Pinheiro:
Antes - Ministro da Educação e Negócios Estrangeiros
Agora - Vogal do CA do Banco Privado Português.

Elias da Costa:
Antes - Secretário de Estado da Construção e Habitação -
Agora - Vogal do CA do BES

Ferreira do Amaral:
Antes - Ministro das Obras Públicas (que entregou todas as pontes a
jusante de Vila Franca de Xira à Lusoponte)
Agora - Presidente da Lusoponte, com quem se tem de renegociar o contrato.

etc etc etc... O que é isto ? - Não, não é a América Latina, nem Angola.

É Portugal no seu esplendor

cunha ? gamanço ?
...e depois este ESTADO até quer que se declarem as prendas de
casamento e o seu valor .

Já é tempo de parar! Não te cales,
DENUNCIA!
Passa este e-mail, fá-lo circular.

3 comentários:

Anónimo disse...

Infelizmente não é só em Portugal. Eu que estou em França noto exactamente a mesma coisa aqui. O que há é que ou não sabemos essas coisas, ou quando as sabemos acabamos por pensar: é assim e não podemos fazer nada porque não temos bastante energia e poder para mudar um sistema inteiro! Então informar/denunciar é o mínimo!
Beta

Alexandre Gaspar Weytjens / disse...

Pois, é isso que deve ser feito: mas é mais difícil ainda num país tão pequeno como um quarto.

Anónimo disse...

comem todos da mesma gamela