sebenta de anotações esparsas, pensamentos ociosos, reflexões cadentes, poemas difusos, introspecções de uma filosofia mais ou menos opaca dos meus dias (ou + reminiscências melómanas, translúcidas, intra e extra-sensoriais, erógenas, esquizofrénicas ou obsessivas dos meus dias)
-
cahier de notes éparses, pensées oisives, réflexions filantes, poèmes diffus, introspections d'une philosophie plus ou moins opaque de mes journées (ou + de réminiscences mélomanes, translucides, intra-sensorielles et extra-sensorielles, érogènes, schizophrènes ou obsessionnelles de mes journées)

domingo, 13 de janeiro de 2008

Grandes mudanças



Está na hora das grandes mudanças. De deixar Gasperich onde morei durante quatro anos e meio. O meu apartamento mais parece uma zona sinistrada. Uso do capacete obrigatório. Tem sido uma estafa, uma lufa-lufa, estamos com os bofes de fora. Só de livros, 13 caixotes. Três de cds e dois de dvds. Agora está decidido, vou passar a descarregar mais música. Faltam as colecções de jornais, revistas e vinis que haviam sido deportados até agora para a cave, junto aos vinhos, e que terão no novo apartamento lugar de eleição na biblioteca-escritório.
Daqui a uma semana já estamos em Weimerskirch, num lugar maior, cujo aluguer será pago ao banco :-)

É o começo de uma vida nova, a minha nova vida nova, depois de em 2002 o destino me ter autorizado um novo recomeço. De algo planeado há muito e que só agora se concretiza. Como se fosse o fim do capítulo de todo o processo de mudança iniciado há seis anos e que apenas com este episódio fizesse sentido.
Acabaram-se a "garçonnière" e os amores contingentes...



22:57

9 comentários:

Paulo lobo disse...

coragem!

Weytjens disse...

obrigado, bem precisamos de uma palavra amiga!

Lis disse...

Que tenhas uma boa vida...nova!

pentelho real disse...

prá frente !

Weytjens disse...

lis & pentelho real: thanx!

Anónimo disse...

Ah, aínda me lembro do dia em que te ajudamos a mudar-te para Gasperich...tinha sido uma grande revolução! Boa sorte na nova casa, nova vida...espero ver em breve fotos do novo apartamento!Abraço, Beta

Weytjens disse...

Ainda me recordo, Beta, dessa revolução. Foi um tempo bom, de afirmação, de descobertas, de aventuras...
Ainda me lembro da primeira vítima da minha garçonnière. Eu andava atrás dela há sete meses e ela sempre a atrair-me com falsos engodos. Um dia desembarcou no meu apartamento num vestido curtito, muito arejado, vinha afrontada com o calor abrasador daquele Junho muito quente de 2003. Loirissima, cabelos em caracóis, apetitosa, os seus olhos azuis devoravam-me. Vocês telefonaram-me e eu pensei: "É desta que me vingo!" Disse-lhe que tinha que sair em urgência e pu-la na rua, ela e o cio dela ;-) eheh
Gasperich fecha definitivamente um capitulo. Brevemente fotos e notícias frescas de mais um tomo da minha vida.

Gisela Leites disse...

olá, sou argentina. eu falo um poco de portugues, mais entendo na lectura.
eu fico por aqui
jeje, hay uma mezcla, no recuerdo beim como escrever.
você entende?

Leonor disse...

Eu ajudei em Gasperich... Fui de férias ao luxemburgo e andei a arrumar livros :P

Bjinhos...